OBS.4s: observações quadradas para um mundo redondo sobre um Deus triúno!

09/06/2008

O primeiro passo da Missão – o mais profundo do nosso coração

Todos precisam ouvir falar do sacrifício libertador de Jesus na cruz. É necessário que missionários (toda pessoa que teve um novo nascimento) entrem em lugares nunca antes alcançados. Lugares onde ainda não teve o toque transformador do Espírito Santo de Deus. Onde o perdão de Deus ainda não restaurou. Onde o amor de Jesus ainda não curou.

Precisamos, sem mais demora, invadir este lugar!

Geralmente este lugar é muito fechado, temos medo até de falar sobre ele. Quando pensamos que algum dia teremos que romper nossas barreiras do medo e enfrentar este lugar logo nos enfraquecemos, nos afastamos, desistimos.

Às vezes Deus coloca pessoas na nossa vida que insiste em nos levar para lá! Começa com uma conversinha boba é logo está tocando no assunto, mas nós logo mudamos de assunto, criamos todo o tipo de barreira e nos fechamos!

Este lugar, exatamente este lugar, é que Deus quer tocar! Quer transformar! Quer cuidar! Quer trazer vida e libertação! É nesse lugar que vai começar a nossa reconciliação com Deus!

Nosso primeiro passo na caminhada cristã deve ser em direção a este lugar! Se no final de nossas vidas tivermos alcançado o mundo inteiro e este lugar não for tocado teremos vivido em vão!

Mas às vezes não sabemos muito sobre este lugar, e logo colocamos desculpas para não ter que ir pra lá! Muitas vezes falamos que nem sabíamos que ele existia, mas ele sempre esteve lá, mais próximo do que imaginávamos.

Talvez este lugar não seja tão desconhecido assim, talvez até saibamos detalhadamente o problema dele, mas fazemos vistas grossas. Talvez até tenhamos passado por lá algumas vezes, mas percebemos que não conseguiríamos mudar nada então deixamos de lado e continuamos vivendo. Precisamos entender que enquanto este lugar não for totalmente curado, transformado e reconciliado com Deus, nunca seremos completo, nunca viveremos plenamente.



Que nosso Deus de amor nos ajude a alcançar o mais profundo do nosso coração!

Um comentário:

Aefe! disse...

Jpa tinha lido Zeh, gostei de ler de novo...

Temos que cuidar que o desejo de ir ao campo missionário seja na verdade uma fuga deste campo não alcançado do nosso coração.

Fica na Paz!