OBS.4s: observações quadradas para um mundo redondo sobre um Deus triúno!

22/12/2008

O dia que não chegará

Minha vida até aqui foi marcada por esperas e anseios de um dia que viria. Cria que em determinadas datas algo novo poderia acontecer em minha vida. Viradas de ano, aniversários, mudanças de endereço ou de estado “conjugal” eram prerrogativas elaboradas na minha mente para novas promessas, porém sempre seguidos de velhos fracassos. Congressos missionários e acampamentos também entravam na lista das tão esperadas datas.
Durante muito tempo acreditei que chegado essas datas meus problemas se resolveriam, que atingiria um nível superior de espiritualidade, que minha vida devocional e oração, em um passe de mágica, se tornaria constante; acreditava que passando essas datas meu caráter se aperfeiçoaria, que meus defeitos seriam corrigidos e até mesmo que meu pecado residente sumiria.
Estes dias chegaram, passaram, ficaram no passado e as mudanças tão esperadas nunca aconteceram, ou duraram poucos dias ou meses.

Qual a resposta, então, para uma vida de espiritualidade crescente? Como não desistir pelo caminho de uma vida devocional constante? E como desarraigar de nossas atitudes o pecado residente.
Tentando responder a estas perguntas, gostaria de compartilhar alguns pontos que tenho observado nestes últimos anos de fracassos.

Importe-se apenas com o hoje
Não estamos, aqui, falando de planos para nossa vida ou família, mas de relacionamento com Deus. Vemos na Bíblia uma preocupação especial de Deus quando o assunto é o hoje. Em Josué 24 lemos: “... escolhei, hoje, a quem sirvais...” não amanhã quando não saberemos o que irá acontecer ou ontem onde não temos mais domínio. No Salmo 95 também vemos: “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração,...”. A palavra hoje aqui se refere a um dia sempre presente[1]. E em Deuteronômio 30, no versículo 15 e 16a, lemos: “Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal; se guardares o mandamento que hoje te ordeno, que ames o Senhor, teu Deus, andes nos seus caminhos...”.
Os textos acima mostram que nosso Deus é um Deus relacional e o único momento que Ele rompe a eternidade (atemporal) para intervir no tempo para se relacionar com nós é hoje e agora. Hoje é e sempre será o dia de tomar as decisões acertadas, de optar por fazer o que Deus quer e decidir por abrir mão do prazer passageiro.
Não aguarde para ter este relacionamento diário com Deus no futuro e não viva com a lembrança de um relacionamento passado. Viva hoje como sendo o único momento em que você poderá se relacionar com o Deus eterno!

Creia na renovação diária das misericórdias do Senhor
Lamentações 3.22-23 sabemos de cor[2]. Mas às vezes nos falta uma compreensão e assimilação da mensagem deste texto. É maravilhoso crer que Deus olha pra nossa vida e revela-nos um novo dia, uma nova chance para começar. Creia que a cada manhã o Senhor renovou sua misericórdia e não receberemos aquilo que mereceríamos receber. Mas não se apóie em Sua misericórdia e não creia que o fato dela se renovar não existe a necessidade da confissão e sempre “acerte suas contas” com Deus.

Confesse e converse
Não apenas se arrependa, confesse! No salmo 32 Davi escreve sobre o resultado de um pecado não confessado – o peso da mão de Deus e perda do vigor. Pecados não confessados tiram nosso ânimo e desistimos do compromisso firmados no último dia.
Não exponha seus problemas, converse! No evangelho de João, no capítulo 15, encontramos Jesus dizendo que somos seu amigo dizendo que tudo o que Ele ouviu de Deus também nos contou. Precisamos entender mais esta mensagem. Aqui, a pessoa de Jesus, o Deus encarnado, apresenta uma característica muito importante do nosso relacionamento com Deus – somos amigos dEle! Às vezes ajo como se Jesus fosse meu amigo, mas eu nem tanto, sabe? Como se Ele contasse tudo pra mim, mas da minha parte não é a mesma coisa; às vezes é um relacionamento meio utilitário.

Creia que cada nova manhã é uma nova oportunidade oferecida por nosso Deus com misericórdias renovadas.
Não tenha medo de confessar, derrame seu coração na presença do Senhor.
Creia que Deus o criou para se relacionar com Ele como amigos, amigos de verdade.
E não espere o dia que não chegará!


[1] Bíblia de Estudo de Genebra p. 683, nota.
[2] As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se a cada manhã. Grande é a sua fidelidade.

4 comentários:

Isis disse...

Oi, Meninos!!!
É muito bom vir "passear" neste site.
Além de textos bem escritos, sao edificantes.
Um ótimo Natal pra todos vocês!
bjux

Cristiano Silva disse...

Olá Josué,

Este texto é brilhante, e falou muito ao meu coração. Vou colocá-lo no meu Favoritos para lê-lo de tempos em tempos.

Queria escrever tão bem assim como você.

Deus abençoe.

Aefe! disse...

Um texto devocional muito rico e edificante para mim! Muito obrigado.
E alias, muito oportuno em época de tantas promessas para o próximo ano!


Grande abraço.

Sua irmã + linda disse...

Mto bom, mas preste + atenção na hora de usar palavras difíceis hahahahaha