OBS.4s: observações quadradas para um mundo redondo sobre um Deus triúno!

04/10/2009

O importante é...

Não me importa se no relato da criação os dias eram dias de 24 horas ou dias-eras, mas o importante é que existe um Deus Criador.

Não me importa se o Jardim do Éden era mesmo aqui na Terra ou em outra dimensão, mas o importante é que existe um Deus Relacional.

Não me importa se o dilúvio inundou a terra toda ou só uma região, mas o importante é que existe um Deus Justo.

Não me importa se o Mar Vermelho abriu mesmo no meio ou se era apenas uma estiagem, mas o importante é que existe um Deus Livrador.

Não me importa se a história de Jonas está no sentido figurado ou literal, mas o importante é que existe um Deus de Segunda Chance.

Não me importa se o livro de Apocalipse era uma profecia para época ou sempre atual, o importante é que existe um Deus que Reina.

Não me importa se Jesus morreu por todos ou por alguns, mas o importante é que existe um Deus Salvador.

7 comentários:

Paula Mazzini disse...

Viva as aulas do Arnaldo! :)
Muito bom o texto, Josué...

Josué disse...

Certamente, Paula!
Inspiradoras!

Marcio disse...

Fala Zé!!! Gostei mano da reflexão. A questão não está na literalidade ou não da Bíblia e sim na sua mensagem, que é inspiradora. Abraços amigo. Até.

Thaís! disse...

cara vc quem escreveu???!!!
muito bom!!!
Deus o abençoe!
p.s; de vez em quando vc pensa né?!

André Filipe, Aefe! disse...

Zeh,
não quero ser o chato seminarista de plantão, mas quero lembrá-lo que, em nossa confissão de fé, cremos na Bíblia, na Palavra de Deus, como inspiração de Deus, mas não só inspiração da mensagem, mas verbal e plenária, isto é, uma inspiração palavra a palavra e em toda a sua extensão.

Tudo o que Deus colocou na Bíblia é importante, senão Ele não teria colocado, mesmo que ainda não saibamos sua importância. Esta visão de inspiração da mensagem não se sustenta e o resultado dela é o esfriamento total do cristianismo em diversas regiões da Europa. Sem a Palvra de Deus não somos nada!

Mas entendi o que vc quis dizer, que é bobagem ficar em grande discussões científico-teológicas sobre a Bíblia, pois ela foi escrita para salvar o homem, e não para demonstrar provas científicas, mas vale lembrá-lo do terreno perigoso e minado que vc pode estar pisando...

Grande abraço, mermão! Saudade docê!

Cristiano Silva disse...

Olha, para ser bem sincero, e seguindo a estrutura "Não me importa A, mas sim B", os A's são importantes sim.

Vamos tomar o exemplo do Mar Vermelho: se passaram num período de estiagem, então segue-se que 1. não houve milagre e 2. os egípcios morreram como?

A questão que me pega, dentre outras que não quero comentar aqui e agora, é que os A's me importam porque 1. a Bíblia assim o diz e 2. os milagres são manifestação da Glória e Poder de Deus, e por meio deles, o Evangelho é confirmado. Portanto, continuando com a sinceridade, sei que a Bíblia em alguns momentos utiliza de figuras de linguagem (o André pode explicar este ponto melhor), mas alguns eventos são sim literais, e importante que o sejam entendidos desta forma.

Existem raciocínios que podem ser cheios de boas intenções, mas às vezes levam a conclusões longes da verdade bíblica. Precisamos ficar atento a estas coisas.

Em relação aos B's, sim, realmente Deus é maravilhoso.

God bless

Josué disse...

Muito bem comentado Cristiano!
Em relação ao Mar Vermelho, cabe aqui aquela historinha: "... meu Deus, então, é muito mais poderoso, pois fez o exército inteiro de faraó se afogar num ribeirinho..."
Piadinhas de lado... concordo UM POUCO com vocês (Cristiano e André), a questão toda está em não querer provar (cientifica ou literariamente)a Bíblia, senão deixamos a fé em Deus de lado. Também não deixando de lado nossa adoração racional a Deus.